Prefeitura de Gurupi

Gurupi realiza “Exposição Cruzes” em alusão ao dia de combate à violência contra a mulher

25/11/2021 Lino Vargas/Secom Gurupi

Por Nathália Costa - Estagiária Secom

 

Nesta quinta-feira, 25, em alusão ao Dia Internacional da não violência contra a mulher, a Prefeitura de Gurupi, por meio da Secretaria de Trabalho, Assistência Social e Proteção à Mulher e da Coordenação de Proteção à Mulher, realizou a “Exposição Cruzes”, para representar as mulheres vítimas de feminicídio durante a pandemia da Covid-19.

 

Neste período, foram registrados 31 casos de feminicídio no Tocantins. Já em Gurupi, foram 04 vítimas. As cruzes foram colocadas na Praça João Borges Leitão para representar essas mulheres, que foram silenciadas pela violência doméstica.

 

A coordenadora de Proteção à Mulher de Gurupi, Nilsem Santos, falou sobre a importância da ação realizada nesta quinta. “O objetivo da exposição é mostrar de forma explícita, o quantitativo. Quando as pessoas olham a quantidade de cruzes e a gente diz que todas foram vítimas de feminicídio choca as pessoas, porque falando parece pouco, mas vendo choca ainda mais”, explicou.

 

A iniciativa faz parte da campanha “16 dias de ativismo pelo fim da violência contra mulheres e meninas”, promovida pela Organização das Nações Unidas no Brasil, que tem como tema principal “Onde você está que não me vê?”, com o objetivo promover debates, denunciar, prevenir e eliminar a violência contra mulheres e meninas em todo o mundo.

 

Como denunciar

Existem vários números para ajudar e proteger as vítimas de violência doméstica, como o 180, que é a Central de Atendimento à Mulher. O serviço registra e encaminha as denúncias para órgãos competentes, além de fornecer informações sobre os direitos da mulher, atendimentos apropriados para cada caso.  A ligação é gratuita e o telefone funciona 24 horas em todo o território nacional.

 

As denúncias podem ser feitas também pelo telefone da Polícia Militar, no 190.